Com a inflação em alta e o poder de compra da população cada vez menor, reduzir impostos deve ser uma prioridade. Foi o que afirmou o deputado federal e pré-candidato ao Governo da Paraíba, Pedro Cunha Lima (PSDB), em suas redes sociais nesta quinta-feira (30), quando defendeu a Lei Complementar federal 194/2022, que limita a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo.

“João Azevêdo vai ao Supremo Tribunal Federal para suspender a lei que torna combustíveis e energia elétrica bens essenciais e livres do aumento do ICMS. A lei é importante porque vai ajudar a reduzir o preço da gasolina e do óleo diesel. Mas para o governador, o que importa é que a Paraíba não pode bancar uma arrecadação menor de imposto”, escreveu.

Pedro destacou que a lei vai beneficiar as famílias que tanto têm sofrido com a atual crise econômica. “A lei vai aliviar o bolso do pai e da mãe de família. E com dinheiro na mão, a gente consegue colocar mais comida na mesa do paraibano e aumentar o poder de compra, fazendo a economia girar, e automaticamente, permitindo a população adquirir em outros produtos tributados. Tá na hora de tratar o paraibano com respeito. O povo precisa urgentemente de menos impostos e mais soluções”.

Parlamentopb