(Foto: reprodução)

“Bom dia prefeito, cadê a água em Tibiri 2?. Desde sábado que não temos água. Pelo amor de Deus, temos crianças em casa, precisamos de água, o senhor disse que ia fica melhor e não tô vendo nada melhorar”, esse é mais um relato entre as centenas que já viralizaram nas redes sociais, após o Prefeito de Santa Rita, Emerson Panta, terceirizar os serviços hídricos e deixar milhares de moradores sem água há vários dias.

Como acompanhou o ClickPB, nesta segunda-feira (23), diversas críticas e comentários seguem sendo compartilhadas nas redes sociais da Prefeitura. Os moradores reclamam que além da falta de água, os telefones das secretarias e da nova empresa responsável pelo abastecimento não funcionam.

Nos últimos dias, moradores bloquearam ruas e rodovias para protestar contra a situação “descaso desse gestor e total falta de respeito”, disse um dos moradores da cidade. Os protestos ganharam ainda mais engajamento com a falta de ação para solucionar o caso, e segue sendo realizado também pelas redes sociais.

O caos fez mais vítimas e a Secretaria de Estado da Educação teve que suspender as aulas presenciais em 18 escolas de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, devido à falta de abastecimento no município. Segundo o Estado, as escolas estão desenvolvendo atividades remotas até o retorno, que só deve acontecer quando o problema for normalizado.

A falta de água já dura quase uma semana. A cidade era abastecida pela Companhia de Água e Esgoto (Cagepa), mas a prefeitura decidiu privatizar o fornecimento de água. Agora, a ANE (Agência de Águas do Nordeste) segue sendo a responsável pelo serviço.

Como apurou o ClickPB, a empresa enviou nota explicando que “precisou montar um plano de contingência necessário para fazer uma parada emergencial em todo o sistema de abastecimento de água de Santa Rita”, sobre a situação da falta de água.

Confira alguns dos comentários a seguir:

Clickpb