Uma escola da rede particular de Santa Rita prestou um boletim de ocorrência depois de receber pelas redes sociais uma ameaça de um suposto massacre que seria realizado durante a festa junina programada para acontecer no dia 17 de junho. O Instituto Nossa Senhora de Fátima, no bairro Popular, distribuiu um comunicado aos pais avisando que já acionou as autoridades e solicitou reforço da Patrulha Escolar nos arredores do estabelecimento. Ainda como medida de segurança, todos os estudantes terão suas mochilas revistadas a partir desta segunda-feira, 23.

“Esclarecemos que nenhum conflito, briga ou problema foi registrado nas últimas semanas entre alunos, para justificar alguma atitude de represália aos mesmos. Nosso serviço de psicologia trabalha de forma ativa para combater o bullying e mediar conflitos, e nada que represente perigo foi registrado. Permanecemos vigilantes e pedimos aos pais e alunos que não tomem como verdade absoluta e nem disseminem boatos sem veracidade, trabalhamos de forma transparente e com total responsabilidade”, diz a mensagem destinada a pais e responsáveis pelos estudantes.

O autor da ameaça criou perfis anônimos numa rede social e a partir deles enviou mensagens com promessa de invadir a escola no dia 25 deste mês. Depois, mudou de ideia e avisou que a nova data seria 17 de junho, quando serão realizados os festejos juninos.

A polícia está investigando o caso.

Parlamentopb