A opinião sobre o tema ‘ volta das coligações proporcionais ao processo eleitoral de 2022’, que vai ser tema de uma audiência pública na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), na próxima quarta-feira(08.09), deputados estaduais divergem sobre o tema.

A favor da volta das coligações o deputado estadual Hervázio Bezerra disse que “a decisão do Congresso Nacional poderia dispensar um posicionamento do Senado. O grau de interesse deles é bem diferenciado e eles, os senadores, como participantes de eleição majoritária, vão decidir sobre o que um outro conjunto de parlamentares, vereadores e deputados (estaduais e federais), vai poder ou não fazer nas eleições”, disse Bezerra que atualmente está no PSB, mas tende a migrar com a abertura da janela partidária para o Cidadania.

Contra – Para o vice-líder da bancada, deputado Raniery Paulino(MDB), os senadores paraibanos (Veneziano, Nilda e Daniela)  que acenam para a reprovação da volta das coligações acertam e agem com coerência. “Ao contrário do que fez a Câmara Federal, o Senado precisa derrubar essa matéria e manter as regras do pleito proporcional como foi nas eleições municipais do ano passado”, disse.

Assim também pensa o deputado Anísio Maia(PT) que diz não acreditar que manter a proibição das coligações proporcionais venha a afetar e até acabar os partidos pequenos. “Acho que isso não prejudicaria em nada os partidos pequenos. E acho que o propósito mais importante não é esse. O propósito é qualificar o processo acabando com os espaços para negociatas”, comentou.

PB Agora