(Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Em depoimento prestado à Polícia Federal na quarta-feira (14), o irmão do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda afirmou, segundo o jornal O Globo, não ter gravado sua conversa com Jair Bolsonaro.

Os irmãos Miranda foram responsáveis por levar à CPI da Covid uma denúncia sobre um possível esquema de corrupção na compra da Covaxin pelo Ministério da Saúde. O parlamentar afirmou que já havia levado a denúncia a Bolsonaro e, na ocasião, o chefe do governo federal teria apontado como ‘dono do rolo’ seu líder na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR). Mesmo diante da denúncia, Bolsonaro não teria tomado nenhuma medida.

O servidor da Saúde foi ouvido como testemunha, sob o compromisso de dizer a verdade, pela Polícia Federal no âmbito do inquérito que apura se Bolsonaro prevaricou no caso da Covaxin. Ele reafirmou ter tido a conversa, junto com seu irmão, com Bolsonaro, mas negou a existência de gravação.

Redação com portal 247