O Diário Oficial do Estado (DOE) publicou, na edição desta sexta-feira (26), o decreto que disciplina o funcionamento de atividades entre os dias 27 de março e 4 de abril, nos municípios classificados com bandeiras vermelha e laranja pelo Plano Novo Normal. Durante o feriado de cinco dias, antecipado em medida provisória pelo Governo, será mantido a suspensão de missas e celebrações religiosas de forma presencial, como o feriado de Paixão de Cristo, se passa na semana que vem o arcebispo Dom Manoel Delson, da Arquidiocese da Paraíba, explica que as celebrações deste ano, serão transmitidas de forma on-line.

“Assim como no ano passado, viveremos a paixão, morte e ressurreição do Senhor com a mesma intensidade e fé. Diferente da forma que gostaríamos, mas com a mesma fé no cristo ressuscitado! Temos que fazer a nossa parte para evitar o colapso total do sistema de saúde. Nosso ato também é em solidariedade aos profissionais da linha de frente, que vêm enfrentando um esgotamento físico e emocional. Nosso ato é uma defesa da vida! Acreditamos que, juntos, Igreja, sociedade e poderes públicos, poderemos vencer essa pandemia”, disse Dom Delson, destacando, que ontem (25) foi publicado, o decreto, onde a ArquiPB orienta as paróquias quanto ao atendimento de fiéis e à abertura das igrejas para orações individuais.

No Domingo de Ramos, a distribuição dos ramos não será permitida, mas há a recomendação de que as famílias coloquem ramos em suas portas e em altares domésticos. A missa Crismal foi adiada para 15 de maio; a missa vespertina da Ceia do Senhor terá o lava-pés omitido e o beijo da cruz realizado apenas pelo celebrante. Batismos serão adiados.

PB Agora